FIMOSE

 

Fimose ocorre quando o orifício de abertura da pele (prepúcio) que recobre a extremidade do pênis  é menor do que o diâmetro da glande, dificultando a exposição da mesma. Quando ocorre dificuldade de se expor a glande, a higienização desta área fica prejudicada, favorecendo a ocorrência de balanopostites que são infecções no local e no sulco balanoprepucial (região logo abaixo da glande). Além disto, a dificuldade para se retrair o prepúcio pode trazer desconforto na hora do ato sexual.

A fimose pode existir em três graus: o primeiro é quando não se consegue expor nenhuma porção da glande. O grau 2 é quando a glande é exposta parcialmente e o grau 3 é quando se expõe a glande, mas ocorre um anel de constrição sobre o corpo do pênis, dificultando a drenagem linfática, causando dor e edema do pênis (parafimose)

         

  1)SEM FIMOSE                            2) FIMOSE GRAU 1

              

 3) FIMOSE GRAU 2                        4) FIMOSE GRAU 3                       

        

 5) PARAFIMOSE                             6) FOTO DE PACIENTE COM

                                                           FIMOSE GRAU 2

 

 

Classicamente, o tratamento para fimose é a circuncisão (postectomia). A postectomia é a cirurgia indicada quando há dificuldade de higienização da glande e para quando a mesma não se expõe adequadamente, trazendo prejuízo imediato ou risco de complicações futuras.

Normalmente,  apenas o excesso de pele (prepúcio redundante), sem estreitamento de seu orifício e sem acarretar dificuldades para higienização, não traz indicação para cirurgia.